Não sei se a cegonha errou a mira
Mas nasci nesse lugar
E quem diz que não pareço daqui
Não sabe o que está a falar

Essa floresta é minha paixão
Meu lar e meu meu sustento
Quem diz que não gosta daqui
Aos próximos versos fique atento

Onde encontrar tanta fauna e flora rara?
Só no seio deste lugar
Onde encontrar gente de sorriso largo e receptiva?
Só no Amazonas Tu Vai encontrar

A gente tem calor, tem peixe e tem farinha
De mandioca, d’água e da ovinha
A gente tem cupuaçu, tem açaí, tem tucumã e tacacá
Tem música boa, tem Teatro imponente e tem atletas de invejar

Te taca pra cá, maninho!
Vem conhecer o norte
Vem ver que a nossa independencia é nossa sobrevivencia

Te junta com a gente num prato de calderada na biqueira de casa
Amazonas, terra boa
Esse lugar que não troco por nada

Compartilhe nas redes sociais