Ainda ontem olhei no relógio da parede do meu quarto e vi chegar as 19h. Hoje ele parou às 15h45.

Ainda ontem peguei um folder na rua sobre a mais nova aula de inglês revolucionária que começa em janeiro. Hoje aquele papelzinho serviu para pegar uma barata morta na cozinha.

Ainda ontem eu vi o político falar na tv que iria mudar o País e pedia votos. Hoje choram sobre seu caixão.

Ainda ontem as flores da esquina da rua onde trabalho estavam lindas tomando banho de sol. Hoje os cães às destruíram.

Ainda ontem eu pensava que podia conquistar o mundo. Hoje trabalho para que meu mundo não seja conquistado.

Ainda ontem eu cantava Tetê Espíndola. Hoje tche tche re re.

Se meu relógio pudesse voltar às 19h de ontem… quando eu estava feliz…

Compartilhe nas redes sociais